O Advogado Thiago Santos Bianchi denuncia no final da tarde desta terça-feira (26) na 18ª DT – Delegacia Territorial de Camaçari, que em uma reunião que ocorreu na cidade no dia de hoje foi sugerido um atentado contra a vida dele.

Ele registrou um Boletim de Ocorrência de ameaça de morte de motivação política visando desmotiva-lo dar continuidade em uma ação que impacta sobre a gestão pública de Camaçari, na qual o advogado esta tendo resultado positivo.

De acordo com Thiago ele recebeu um telefonema informando que em uma reunião que discutia a decisão do STJ que indeferiu o pedido do Município de Camaçari para suspender os efeitos da liminar dada pelo Tribunal de Justiça do Estado da Bahia que anulou a sessão da Câmara Municipal do dia 26 de dezembro de 2017, um dos presentes sugeriu um atentado contra a vida dele como forma de solucionar o caso.

Thiago é o autor da ação. Ele também vai registrar a ameaça na OAB.

Não se sabe onde ocorreu a reunião e nem quem estava presente.

Nesta segunda-feira (25) o Presidente do Superior Tribunal de Justiça – STJ – Ministro João Otávio de Miranda, indeferiu o pedido do Município de Camaçari para suspender os efeitos da liminar dada pelo Tribunal de Justiça do Estado da Bahia que anulou a sessão da Câmara Municipal do dia 26 de dezembro de 2017.

Com a decisão do STJ continua nula a lei que criou duas secretarias no município, que aumentou o desconto dos servidores públicos, reajustou o IPTU e impostos municipais, bem como a primeira autorização para a prefeitura contrair financiamento internacional na ordem de US$ 80 milhões de dólares.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here