A Câmara dos Deputados concedeu passaporte diplomático a pelo menos 404 filhos e cônjuges de deputados. Esse montante supera o número de deputados que têm o documento (369) e dos que não têm, mas poderiam requerer (144). O documento garante privilégios em viagem ao exterior. A Presidência da Casa e o Itamaraty dizem que não há irregularidades na emissão.

Segundo informações da Câmara, os passaportes diplomáticos dos familiares têm, em média, quatro anos de duração. O deputado que tem o maior número de familiares com o documento, segundo o portal da Câmara, é o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Considerando o dele, são sete passaportes, para os filhos e a mulher.

Depois de Maia, há sete deputados com seis passaportes em casa, divididos entre os cônjuges, companheiros (as) e filhos (as). São eles: – Artur Lira (PP-AL) – Celso Sabino (PSDB-PA) – Cláudio Cajado (PP-BA) – Da Vitória (Cidadania-ES) – Edilázio Júnior (PSD-MA) – Newton Cardoso Júnior (MDB-MG) – Marcelo Aro (PP-MG) Os demais deputados têm entre cinco, quatro, três e dois passaportes.
Dos 369 deputados que têm passaporte especial, 161 têm apenas o pessoal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here