Com o tema “Superação da Violência”, a Câmara Municipal de Camaçari realizou, nesta quinta-feira (15), logo após a 5ª Sessão Ordinária, uma Sessão Especial em homenagem à Campanha da Fraternidade 2018, anualmente promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) da Igreja Católica Apostólica Romana.

Solicitada pelo vereador Adalto Santos (PSD), a Sessão contou com três palestrantes: o padre da Quase Paróquia Cristo Ressuscitado, Edson Bahia; o sociólogo e professor da UFBA, Marcelo Dias; e o bispo da Diocese de Camaçari, Dom João Carlos Petrini. Entre as palestras, a Banda Fé e Missão se apresentava com uma das músicas de seu repertório.

O padre Edson apresentou os números da violência no Brasil, revelando o perfil da maioria das vítimas. Segundo ele, jovens entre 15 e 29 anos, do sexo masculino e negros. Mostrando os dados de homicídios no país, apenas nas cidades da Região Metropolitana de Salvador, sem contar a capital, foram cerca de 471 homicídios apenas em 2017.

O professor Marcelo também falou sobre a taxa de homicídios no Brasil e suas principais razões de ser tão alta. Segundo o professor, os índices se aproximam de 70 mil assassinatos por ano no país. “Temos uma taxa média de 30 homicídios por cada grupo de 100 mil habitantes, porém, há municípios em que a taxa está em 90 homicídios”. Marcelo ainda ressaltou acreditar que a ausência de penalidade aos criminosos contribui para que esta taxa continue aumentando cada vez mais.

O último a palestrar foi o Bispo Dom Petrini, que declarou que a grande missão da Campanha da Fraternidade é promover a paz. “Pois como está escrito, felizes os que promovem a paz”, disse. Petrini fez um paralelo com a imagem do gladiador romano. “No passado, era tido como o exemplo do homem a ser seguido, e que aos poucos foi sendo substituída pela imagem do bom samaritano, que é aquele que ajuda até mesmo seus inimigos”, completou.

Para o vereador Adalto, foi um dia de comemoração e reflexão. “Um momento para pensarmos como podemos juntos fazer de nossa cidade um lugar mais seguro para todos os moradores”, comentou.

Além dos edis da Casa, estiveram presentes os vereadores Kikito Tourinho, de Madre de Deus, e Everaldo da Silva, de Simões Filho. Também compareceram à sessão diversos servidores da Igreja Católica, entre padres, vigários e cônego, além das freiras das congregações Irmãs Franciscanas da Imaculada e da Filhas da Igreja.

Fonte: Ascom/Câmara

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here