Dando continuidade aos avanços na Secretaria de Saúde de Camaçari, a Prefeitura Municipal reinaugura nesta quinta-feira (22) o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). Esta será a 24ª unidade de saúde reinaugurada pelo governo municipal. O ato de reinauguração acontece a partir das 14h na sede do CCZ próximo ao Campus da UNEB.

A gestão municipal encontrou o CCZ em completo estado de abandono em janeiro de 2017. Matagal por todos os lados, iluminação de toda área externa danificada, paredes com sérios problemas de rachadura, salas e refeitório interditados devido desabamento do forro, curral e pasto sem condições para acolher cavalos, canil com grades completamente enferrujadas, área de estoque de ração e medicamentos sem condições sanitárias adequadas, sem isolamento para animais com raiva, sem local para eutanásia de animais, sem contato de telefonia e internet.

Contudo, a realidade mudou após meses de trabalho e reparos em toda parte elétrica, no sistema hidráulico, na reforma estrutural do curral, das baias e do canil assim como de todas as salas administrativas do CCZ, melhora na iluminação, reparo da cerca da área do CCZ, ativação da sala de eutanásia animal, troca do forro das instalações, climatização da estrutura e adequação as normas de Vigilância Sanitária.

Atualmente o CCZ tem capacidade para acolher no canil de observação de saúde pública aproximadamente 21 animais. No curral a capacidade é de lotação de 30 animais por dia. “É importante que a população saiba que o CCZ não é um abrigo de animais. Mas, um local onde os animais permanecem apenas durante o período de observação em casos de suspeita de zoonoses. Ou, no caso de animais de grande porte, apenas durante o período legal até o proprietário ir retirar o mesmo”, explica Fátima Guirra, diretora da Vigilância à Saúde de Camaçari.

O CCZ de Camaçari desenvolve ações com uma influência direta sobre as zoonoses e orientações sobre animais peçonhentos de forma a prevenir a ocorrência ou reduzir o número de casos. São ações de educação que promovem a saúde humana, vacinação antirrábica de cães e gatos, além da remoção de animais domésticos com suspeita clínica de zoonoses de relevância para a saúde humana, bem como controle vetorial, através de visitas domiciliares e bloqueios químicos, estes regidos por notas técnicas.

O tratamento fornecido aos animais pelo CCZ incluem cuidados básicos como fornecimento de água, alimentação, abrigo, higienização e exame clínico básico.

Casos de eutanásia ocorrem quando indicado em animais portadores de zoonoses de relevância para a saúde pública, conforme os programas oficiais do Ministério da Saúde e em concordância com a Resolução nº1000, de 11 de maio de 2012. Dispõe sobre procedimentos e métodos de eutanásia em animais e dá outras providencias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here