O chefe do serviço de inteligência da Delegacia para Atendimento ao Adolescente Infrator (DAI), Luís Cláudio Batista Lopes, foi morto neste domingo, 28, no Engenho Velho da Federação. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), Luís Cláudio saía de casa na rua Apolinário Santana, quando foi abordado por um grupo de criminosos.

Ele estava acompanhado da mulher, que estava dentro do carro do casal. Ela não foi atingida. Já o policial civil estava do lado de fora do veículo e foi atingido por três tiros no tórax.

Lula, como ele era conhecido, foi levado por policiais militares da 41ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) para o Hospital Geral do Estado (HGE), na avenida Vasco da Gama, mas não resistiu aos ferimentos.

Policiais encontraram com ele, uma pistola, dois carregadores e R$ 1.000 em espécie. A motivação e autoria do crime ainda é investigada.

“Hoje mesmo iniciamos a ouvida de testemunhas, para dar a maior celeridade não só a investigação, mas uma resposta de toda a polícia a este ato covarde contra o colega”, disse o delegado Odair Carneiro, coordenador da Força Tarefa que investiga o crime.

Luís estava acompanhado da mulher no momento do crime (Foto: Euzeni Daltro | Reprodução | Arquivo Pessoal)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here