Sebastian Piñera venceu com boa margem a eleição presidencial para o Chile. Seu rival, Alejandro Guillier, reconheceu a derrota e disse que contactou Piñera para parabenizá-lo. Segundo a apuração oficial, com praticamente 100% das urnas apuradas, Piñera tinha 54,6% dos votos, enquanto Guillier estava com 45,4%.  No primeiro turno, ele era o favorito, mas obteve 36% dos votos, enquanto seu maior rival não foi Alejandro Guillier, que teve 22% dos votos, mas a abstenção, que chegou a 46%. O índice de abstenção tem aumentado desde que o voto deixou de ser obrigatório no país, em 2012. No primeiro turno, a taxa foi recorde: dos 14 milhões de chilenos habilitados a votar, apenas 6,7 milhões compareceram às urnas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here