O Terminal Rodoviário de Salvador está com o fornecimento de energia elétrica interrompido desde 21h de terça-feira (12). A Coelba informou, através da assessoria de comunicação, que a interrupção foi causada por defeito técnico do transformador. Ainda não há previsão para a normalização dos serviços. A Coelba afirma que técnicos estão trabalhando no local.

Por conta do problema os passageiros estão enfrentando dificuldades. “Está uma grande confusão aqui na rodoviária. As filas estão enormes porque os guichês estão sem energia. Os ônibus estão saindo com atraso”, afirmou o empacotador João Lima que diariamente sai de Salvador para Feira de Santana para trabalhar.

O encanador Felipe Barbosa, 25, veio para Salvador a trabalho, há  dez dias. Recifense,  ele chegou  à  rodoviária  às 5h30 desta quarta-feira  (13) e foi informado da falta de energia. “Absurdo demais. Eu tô  cansado,  é  uma viagem  de 14 horas. O jeito é  ficar aqui esperando, não  tem  jeito”, disse.  Segundo Felipe,  as pessoas foram informadas  que desde ontem à  tarde não tem energia. “A gente fica surpreso por ser uma cidade grande, e tantas horas já”, concluiu.

Felipe Barbosa  veio para Salvador a trabalho há dez dias
Foto: Tailane Muniz/CORREIO

Segundo o bilheteiro de uma das agências de viagem, Abade Paixão, algumas agências não têm geradores, o que impossibilita  a venda dos  bilhetes, que não  tem sistema. “A gente tenta resolver do jeito que pode, mas fica complicado”, afirmou o funcionário.

A dona de casa Railda dos Santos, 47, chegou na Rodoclinica às 5h para entregar o resultado  de um exame.  A clínica, que funciona por ordem de chegada, também  não  tem  energia. “Os funcionários informaram a gente lá  para 7h. Eu vou esperar só mais uma hora pra ver, pelo menos não  sou viagem de balde”, relatou ela, que aguarda há  três horas na fila, mora em Itinga, na Região Metropolitana  de Salvador  (RMS).

Railda saiu de Itinga para consulta médica 
Foto: Tailane Muniz/CORREIO

Sem se identificar, um funcionário disse que ontem a clínica funcionou normalmente até às 17h, quando ainda tinha energia, segundo ele.

A enfermeira Regiane dos Santos, 35, chegou de São Paulo e saiu direto do aeroporto para a rodoviária. Paulistana, ela pretendia pegar um ônibus para Seabra, na Chapada de Diamantina, mas ainda não conseguiu. “Eu pesquisei antes, no site diz que dá para comprar na hora. Não esperava esse problema em cima da hora”, afirmou ela, que não tem conhecidos em Salvador. “O jeito vai ser sentar e aguardar, como a maioria das pessoas que não conseguiram”.

Regiane dos Santos tenta ir para a Chapada Diamantina
Foto: Tailane Muniz/CORREIO

Funcionários preferem não falar,  mas relatam calor nas cabines de vendas das passagens. O CORREIO tentou contato com a administração da rodoviarária, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.

Conforme o técnico administrativo da Agerba, Abd Ul Novais, a energia parou ontem, por volta de 19h. “São 21 guichês ao todo, e muitos foram atingidos. A Coelba me informou que até às 11h a energia deve ser estabelecida de novo. Um transtorno, afinal, é um terminal rodoviário que precisa de luz”, disse. Os funcionários da Coelba chegaram por volta de 9h, trazendo um transformador, o que teria ocasionado o problema. “A Coelba disse que o transformador queimou. São seis, mas esse é um dos maiores. Por isso muitas lojas têm energia normal”, explicou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here