Conhecida como Rainha Santa Isabel de Portugal, Isabel de Aragão nasceu na realeza desta região como uma infanta aragonesa, em 1271. Foi criada num ambiente extremamente religioso e era sobrinha-neta de Santa Isabel de Hungria.

Com apenas 12 anos de idade foi prometida em casamento ao rei de Portugal D. Dinis I, tornando-se assim a rainha consorte desta nação.

Santa Isabel de Portugal

Mesmo vivendo na realeza, Isabel sempre se dedicou ao seu povo de modo ativo. Fundou diversos mosteiros e fez muitas obras sociais, usando as suas posses para sustentar asilos, hospitais e creches. Ajudava principalmente os idosos e doentes, em especial os leprosos.

Existem vários milagres atribuídos a esta santa, sendo o das rosas o mais popular. De acordo com os relatos, Isabel levava pães escondidos em seu vestido para dar aos pobres. Um dia foi surpreendida por seu marido, o rei, que lhe perguntou o que trazia escondido no vestido. Isabel respondeu que eram rosas, e ao mostrar o que levava surgiram mesmo rosas em vez de pães.

A santa morreu aos 66 anos, em 4 de julho de 1336, em Estremoz, mas foi sepultada em Coimbra, conforme desejava, no Mosteiro de Santa Clara-a-Velha.

A lenda ainda conta que quando o seu corpo estava sendo transportado para Coimbra, onde seria sepultado, ao invés de exalar mau cheiro por causa da decomposição, o seu corpo cheirava a um aroma muito agradável de rosas.

Atualmente, Santa Isabel é considerada padroeira da cidade portuguesa de Coimbra. O seu dia santo, 4 de julho, é feriado municipal na cidade.

Santa Isabel foi Beatificada em 1516, pelo Papa Leão X e Canonizada pelo Papa Urbano VIII, em 1625.

Oração a Santa Isabel

“Guardai-nos, Senhor, sob a vossa proteção e pela intercessão de Santa Isabel fazei-nos verdadeiros discípulos de Jesus Cristo, vosso Filho e senhor Nosso. Amém.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here