O funcionamento e a estrutura da Nova Estação da Lapa foram apresentados nesta sexta-feira (30) a gestores do setor de mobilidade de países latino-americanos. Os profissionais participaram, desde a quarta-feira (28), da 16ª Assembleia UITP América Latina, promovida pela União Internacional de Transporte Público (UITP).

 

O evento teve entre os palestrantes o titular da Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), Fábio Mota, que ressaltou a exitosa concessão do equipamento por 35 anos, gerando uma economia de R$ 120 milhões aos cofres da Prefeitura, referentes à manutenção, segurança e ordenamento do espaço. Além disso, no fim do contrato, o poder público terá a opção de reaver o equipamento com todas as melhorias realizadas, incluindo o novo shopping – em construção -, ou renovar a parceria.

 

“Estamos apresentando a Estação da Lapa e seu inédito modelo de sucesso para representantes de 18 países latinoamericanos. É um exemplo do trabalho realizado pela Prefeitura, que reconstruiu sem custos um equipamento deste porte, oferecendo um serviço de qualidade que chama a atenção do mundo. Para nós é um motivo de orgulho apresentar esta Nova Lapa, uma estação que deixou de ser um problema em outras gestões e se tornou um sucesso e algo completamente funcional, devido ao trabalho executado. É um exemplo para outros países que agora vem aqui aprender e copiar o modelo para reproduzir em outras grandes cidades”, destacou Mota.

 

Modelo – Os representantes da UITP conheceram a integração física e tarifária da capital baiana, envolvendo ônibus e metrô, bem como foram apresentados às tecnologias sustentáveis dos sistemas. Na Lapa, eles puderam conferir os elementos de acessibilidade, a conexão das linhas de ônibus com o metrô e os banheiros climatizados.

 

A representante da UIT no Brasil, Eleonora Pazos, destacou que a Nova Lapa é um exemplo para a América Latina. “Primeiro, pelo modelo de negócio que foi estabelecido para a estrutura. Também pela recuperação urbana que se deu aqui, através de uma parceria público-privada, um tipo de mecanismo que deve ser cada vez mais explorado pois traz enormes benefícios à cidade. Além disso, há a dinâmica econômica e de mobilidade, promovendo o surgimento de novos atores que impactam diretamente na economia, enriquecendo a infraestrutura, beneficiando o surgimento de novas estruturas integradoras e tornando Salvador um exemplo para o Brasil e para toda a América Latina, em especial pelo eficiente sistema de integração”, detalhou.

 

Debates – Realizado até esta sexta (30), o encontro reuniu participantes de países como Argentina, Bélgica, Chile, Espanha e México. O objetivo foi discutir os principais desafios e oportunidades para o transporte público em grandes cidades, promovendo situações que possibilitem aos participantes realizar uma análise abrangente dos problemas de transporte atuais das cidades; refletir sobre as diferentes abordagens de políticas do transporte apontadas no congresso; e identificar propostas concretas de forma a antecipar resultados e viabilidades.

 

Durante o evento foram discutidas alternativas de transporte, integração e questões ligadas à operação entre sistemas, compartilhando alternativas. Além disso, foram discutidas dificuldades comuns nos diversos países latinoamericanos, em busca de soluções conjuntas para esses entraves.

 

“A grande preocupação do poder público é tornar o transporte mais agradável para a população, tornando o sistema mais atrativo à medida que mudanças ocorrem na sociedade e nas questões socioambientais. A cada dia os usuários se tornam mais exigentes e participativos por meio das novas ferramentas tecnológicas, cobrando sempre maior comprometimento na oferta dos serviços. Por outro lado, cabe ao poder público proporcionar um serviço ainda mais eficiente, oferecendo modernização e dinâmica para atender a essa expectativa”, completou o secretário.

 

SECOM – Secretaria de Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here