O caso de violência e abuso sexual contra a jovem Eva Luana da Silva, de 21 anos, moradora de Camaçari, está repercutindo desde a tarde desta terça-feira (19), quando ela usou as redes sociais para contar os anos de horror que viveu sendo violentada e torturada pelo padrasto, Thiago Alves.

A história é tão chocante, que surpreendeu até a delegada Florisbela Rodrigues, titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM). “Nunca vi um caso como esse, deste nível”, disse a delegada por telefone à reportagem do Camaçari Notícias.

Florisbela informou que ouviu muitas pessoas, a maioria colegas de faculdade de Eva Luana. “Foi tanta gente que apareceu para prestar depoimento, querendo ajudar no caso. As pessoas testemunharam o comportamento estranho, abusivo deles”, contou.

A delegada não deu detalhes sobre o caso, pois o processo corre em segredo de Justiça, mas adiantou que foram feitos exames de corpo de delito e que aguarda a decisão do juiz.

Sobre o acusado, Florisbela informa que ele está preso deste o dia 13 de fevereiro e que negou todas as acusações durante o depoimento.

 

CN1

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here