Após denúncias anônimas, a polícia conseguiu prender oito pessoas suspeitas de participação no tráfico de drogas em Salvador. Nesta sexta-feira (24), uma operação chegou até cinco adultos, três deles com mandados de prisão, e mais três adolescentes, todos da mesma quadrilha. O grupo de homens estava no Condomínio Nossa Senhora do Pilar, apelidado de Carandiru, na Ladeira do Pilar, no bairro do Comércio e foi denunciado ainda por porte ilegal de armas e corrupção de menores.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), os homens foram surpreendidos pela ação deflagrada pela Polícia Militar do Comando de Policiamento Regional Baía de Todos os Santos (CPR/BTS). Quando a polícia chegou ao local, a quadrilha tentou se esconder, mas terminou cercada e se rendeu. 

Com eles, foram apreendidos um revólver calibre 38, munições, 273 porções de maconha e 39 pinos de cocaína. Os entorpecentes foram achados pela cadela farejadora Endy, da raça Pastor Belga Malinois, da Companhia de Operações com Cães do Choque.

Entre os cinco adultos encontrados, três possuíam mandados em aberto por tráfico e roubo. Outros três adolescentes de 16 e 17 anos, também componentes da organização criminosa, terminaram apreendidos. Os criminosos foram apresentados na Central de Flagrantes e na Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI).

Ainda segundo a SSP-BA, participaram equipes da 16ª CIPM (Comércio), Rondesp BTS e Batalhão de Choque.

Condomínio Carandiru: Outra operação em janeiro conduziu 11 à delegacias

Em 3 de janeiro deste ano, a secretaria cumpriu 13 mandados de busca e apreensão no mesmo local. Na ocasião, um homem foi preso e dois adolescentes apreendidos. Além deles, outras oito pessoas foram conduzida a delegacias pela polícia. 

(Foto: Eduardo Dias/Arquivo CORREIO)

Segundo a SSP, Moisés Souza Lima, 22 anos, foi preso em flagrante com uma pistola, carregadores e munições. De acordo com a coordenadora da Delegacia de Homicídios da Região Baía de Todos os Santos (DH/BTS), delegada Clelba Regina Teles, ele era suspeito de participação em, pelo menos, uma morte ocorrida no bairro do Lobato. Na época, a delegacia ficou de ouvir testemunhas para confirmar a participação dele no crime.

O CORREIO apurou que nos prédios do conjunto vivem muitas famílias com crianças e informaram que a ação da polícia começou por volta das 5h.  “Eles chegaram de madrugada e levaram meu filho. Ele não se envolve com nada, estava em casa dormindo.  A polícia arrombou as portas das nossas casas. Até o dinheiro dos trabalhadores a polícia queria levar. Isso é um absurdo, as crianças acordaram todas assustadas”, contou uma moradora, que não quis ser identificada.

Outra moradora, que também não quis se identificada, contou que a polícia prendeu o filho dela sob acusação dele estar em um vídeo que flagrou a morte de um militar. 

“Eles levaram nossos pertences, celulares, jogaram até bomba de gás em nossas casas. Levaram meu filho, dizendo que ele cometeu um homicídio. Meu filho não matou ninguém, ele só tem 17 anos, e ainda está estudando. Eles falavam meu nome, disseram que iam só conversar com ele e carregaram ele algemado. Estão acusando ele de estar numa gravação no dia da morte de um policial”, contou a mãe de um jovem que foi conduzido.

“Um dos adolescentes apreendidos aparece em imagens divulgadas em redes sociais ostentando uma pistola e ameaçando a comunidade local. Ele e outro menor foram levados à DAI para serem ouvidos”, afirmou a delegada Clelba Regina, em nota divulgada pela SSP. 

Em nota, a SSP informou que a operação teve como objetivo “colher informações sobre homicídios e tráfico praticados na região. No local foram encontrados cadernos de anotações da venda de drogas, além de materiais para embalar entorpecentes”. 

Além dos detidos, outras oito pessoas também foram conduzidas para verificar identificação e se há algum tipo de mandado de prisão pendente. Eles são ouvidos no DHPP.

Participaram da ação policiais do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, Coordenação de Operações Especiais, 18ª e 16ª Companhias Independentes da PM e Rondesp BTS.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here