Uma conversa com uma amiga maquiadora e um estudo de mercado foram suficientes para que os baianos Felipe Moura, Rafael Neri e Daniel Amaral desenvolvessem um aplicativo que conecta profissionais de beleza a clientes. Juntos, eles criaram o Fast Salon, que começou a operar no mês de fevereiro e  possui uma base de, aproximadamente, 430 autônomos pré-cadastrados e 120 utilizando a plataforma.

Junto com dois sócios, Felipe Moura criou o aplicativo Fast Salon
(Foto: Divulgação/ Fast Salon)

 

Assim como o Fast Salon, outras plataformas estão disponíveis a um toque da tela do celular para ajudar o prestador de serviço a maximizar seus ganhos. O CORREIO listou 10 opções que garantem esta intermediação dos serviços e cobram percentuais de comissão que variam de 10% a 30%, a depender da empresa. Algumas não cobram taxas, mas contam com planos que melhoram as chances de agregar serviços pela plataforma (veja abaixo).

No caso da Fast Salon, a comissão para o prestador de serviço chega a 70%. A ideia é manter a independência e flexibilidade aos profissionais, que geralmente acabam ficando presos aos salões. “Usamos o Uber como referência para criar o aplicativo. Os profissionais passam por um treinamento e possuem a liberdade para trabalhar quando e onde querem. Tentamos unir o útil ao agradável, oferecendo liberdade junto com boas condições de remuneração”, destaca um dos sócios do app, Felipe Moura.

André Brandão é um dos criadores do Me Ajuda App. A plataforma faz a intermediação de serviços de faxina
(Foto: Divulgação/ Me Ajuda App)

Outro aplicativo baiano que vem conquistando espaço é o Me Ajuda App. Criada pelos empresários André Brandão e Leandro Paim, o aplicativo paga 80% do valor do serviço para profissionais de limpeza que utilizam a mediação da empresa para conquistar novos clientes. Em Salvador, a meia diária sai por R$ 70  e a diária completa fica em R$ 117.

A plataforma foi criada em 2017, depois que o próprio diretor executivo do Me Ajuda, André Brandão, precisou de uma diarista. “Essa plataforma surgiu de uma ‘dor’ minha: precisei de uma diarista e todas que eu conhecia na época estavam indisponíveis. Pesquisei bastante e não achei nenhuma que resolvia meu problema e que operava em Salvador. Aí decidi montar a minha”.

Vitrine

Para os profissionais que buscam plataformas mais genéricas, onde há espaço para todo tipo de serviços, dá para contar também com a forcinha do Get Ninjas. A Bahia concentra, atualmente, 13% dos usuários cadastrados em todo o país e os serviços mais buscados por aqui são os de assistência técnica de celular, buffet para eventos, pedreiro, diarista e aulas particulares de reforço escolar.

“O perfil mais procurado é o dos profissionais que possuem um bom número de recomendações positivas. Por isso é essencial que os profissionais sempre peçam essa avaliação dos clientes após a prestação do serviço”, destaca o presidente da Get Ninjas, Eduardo L’hotellier.

E para quem quiser ganhar a preferência diante da concorrência, L’hotellier dá mais uma dica: “É importante prestar não apenas um bom serviço, mas também um bom atendimento desde o primeiro contato. Isso é essencial para que cada vez mais clientes se interessem por negociar”, acrescenta.

REDE DE CLIENTES

 As arquitetas Edilza Suzart e Queila Barbosa ensinam receita para faturar até R$ 10 mil por mês como uso dos apps 
(Foto: Arisson Marinho/ CORREIO)

As arquitetas Edilza Suzart e Queila Barbosa são usuárias ativas das plataformas digitais. Segundo elas, esse é o melhor meio para incrementar seus ganhos. Graças aos  contratos conseguidos por meio destes apps, elas conseguem ganhar até R$ 10 mil por mês.

“Usamos as plataformas desse tipo há mais ou menos uns três anos. Esse é o melhor meio de incrementar nossos ganhos, pois você normalmente consegue negociar diretamente com seu cliente quando ele está interessado no seu perfil profissional. Por mês, conseguimos tirar juntas, com o auxílio do Get Ninjas, pelo menos R$ 10 mil.  Para conseguir um bom resultado, nós percebemos que é muito importante estabelecer uma relação profissional bem amistosa. Mostrar o portfólio, pois ele é seu maior divulgador.  A palavra de ordem que te diferencia e te torna um profissional respeitado é prestar um serviço de qualidade. Por isso sempre temos clientes que nos indicam a amigos e familiares. Cada projeto tem a sua identidade e cada concepção vai de acordo com a intenção do cliente. Uma assessoria, por exemplo, pode custar de R$ 500 a R$ 5 mil (depende muito do serviço a ser realizado). A nossa maior demanda está em arquitetura de interiores e paisagismo, hoje um ótimo nicho de mercado”, dizem.

ONDE ANUNCIAR O SEU SERVIÇO

1. Fast Salon  A startup baiana funciona como uma espécie de “uber” dos serviços de beleza. O ganho é de 70%. www.fastsalon.com.br 

2. Me Ajuda App   A intenção é conectar profissionais de limpeza com usuários em busca de faxina. A plataforma fica com 20%. www.meajudaapp.com.br 

3. Get Ninjas   O GetNinjas não recebe nenhum percentual sobre o valor do serviço realizado, mas tem planos a partir de R$ 49,90. www.getninjas.com.br 

4. Workana   A comissão é de 15%. www.workana.com 

5. Freelancers   A ferramenta é mais uma que reúne profissionais de diversas áreas. A taxa é de 10%. www.br.freelancer.com 

6. I Prestador   A plataforma é grátis. www.iprestador.com.br

7. 99 Frellas    A taxa é de 10%. www.99freelas.com.br

8. Bicos.com   A Bicos não cobra comissão sobre os serviços. Há um plano de assinatura para o prestador que aumenta a chance de ser indicado. A  partir de R$ 19,90.  www.bicos.com.br 

9. Diaríssima   Caso os usuários optem por utilizar a ferramenta de pagamentos disponibilizada pelo Diaríssima, a plataforma cobra uma tarifa sobre o valor total da transação. www.diarissima.com.br

10.  Rappi  O valor da entrega é 100% do prestador de serviço. www.rappi.com.br

 

Correio 24 Horas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here