A polícia prendeu dois suspeitos de participarem do assalto que resultou na morte do policial militar Fabiano Fortuna e Silva, 40 anos, em setembro, no estacionamento do Shopping Paralela. os nomes dos envolvidos não foram divulgados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP).

Os dois vão ser apresentados no final da manhã desta quarta-feira (29), pelos delegados Odair Carneiro (DHM), da Força-Tarefa que investiga crimes contra policiais, e Marcelo Tannus, titular da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos, e pelo coronel Valter Menezes, comandante do Policiamento Regional da Baía de Todos os Santos (BTS).

Assalto
A polícia suspeitou que o policial tinha sido vítima de uma saidinha bancária, mas o dinheiro não foi levado pelos suspeitos. Apenas a arma do policial foi roubada na ação. O subtenente era lotado na 9ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Pirajá) e fazia parte da corporação há 19 anos. Ele não era casado.

Ele também chegou a trabalhar na segurança da prefeitura de Salvador, o que motivou o prefeito ACM Neto a divulgar um comunicado lamentando a morte.

“O policial Fortuna, que trabalhou durante muito tempo na Prefeitura e dedicou sua vida à segurança pública, infelizmente, foi vítima da violência, da insegurança e do crescimento desenfreado do crime em nossa cidade”, afirmou o prefeito.

O policial chegou a ser levado para o Hospital Roberto Santos, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade. A mãe do PM se desesperou ao saber da morte. Em nota, o Shopping Paralela informou que sua “equipe de brigadistas prestou os primeiros socorros ao homem” que foi ferido na área do estacionamento. “Em seguida, ele foi encaminhado para os devidos cuidados médicos”, diz a nota, que completa ainda informando que o empreendimento está “à disposição das autoridades para ajudar no que for necessário para as investigações”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here