Faltando dois dias para terminar o prazo da desmontagem das estruturas do Carnaval de 2018, o cenário no Campo Grande e em Ondina é de correria para a remoção de materiais de camarotes e praticáveis.

A multa para quem descumprir o prazo é de R$ 2,2 mil por dia de atraso. Além disso, após a desmontagem, cada empresa responsável pelas estruturas terá 10 dias para recuperação de áreas degradadas.

De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), o prazo estipulado visa garantir a segurança da população e a recuperação de áreas públicas.

Fiscalização

A Sedur informou que todos os camarotes já foram notificados sobre o prazo e que vai realizar fiscalizações para saber quem está cumprindo a normativa.

Após o dia 24 de fevereiro (sábado), os agentes irão realizar a fiscalização nas ruas, sendo que as empresas que ainda não tiverem desarmado as estruturas serão multadas.

No Campo Grande, o comerciante Lucas Silva, 42, se arriscava andando próximo aos carros para chegar ao outro lado da praça.

“Não tem nem um espaço para os pedestres. Somos obrigados a atravessar a pista ou andar pelo canto das estruturas. Além do perigo dos carros, tem o risco de cair alguma ferramenta em quem passa por perto”, lamentou o comerciante.

Um dos operários disse que até sexta, 23, o trabalho deverá ser finalizado: “Para desmontar isso aqui vai ser bem rapidinho”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here