Como resultado do diálogo entre o Governo do Estado e prefeitos da capital baiana e da Região Metropolitana de Salvador (RMS), a Prefeitura de Camaçari, que também integrou a roda de diálogo, prorroga as medidas restritivas no município, dentre as quais, a permissão de funcionamento, do dia 2 até as 5h do dia 8 de março, apenas dos serviços essenciais, em especial os serviços relacionados à saúde, comercialização de gêneros alimentícios, feiras livres, segurança e enfrentamento à pandemia. A decisão é assegurada pelo decreto número 7.478, de 2 de março de 2021, publicado no Diário Oficial do Município (DOM), de n.º 1.612, na mesma data. Esta corresponde a 15ª alteração no Decreto Municipal n.º 7.365, de 1º de julho de 2020.

O atual decreto estabelece ainda o toque de recolher, que restringe a circulação noturna a qualquer indivíduo em vias, equipamentos, locais e praças públicas, das 20h às 5h, no período de 2 a 31 de março de 2021. A restrição de locomoção fica excetuada para os casos de deslocamento para ida a serviços de saúde ou farmácia, para a compra de medicamentos, ou situações em que fique comprovada a urgência. O toque de recolher não se aplica aos servidores, funcionários e colaboradores, no desempenho de suas funções, que atuam nas unidades públicas ou privadas de saúde e segurança.

É importante ressaltar que a partir das 5h do dia 8 de março, quando os estabelecimentos comerciais e de serviços poderão voltar a funcionar, conforme as determinações estabelecidas no atual decreto, os mesmos, por conta da restrição de locomoção noturna, deverão encerrar suas atividades com 30 minutos de antecedência para possibilitar o deslocamento dos funcionários às suas residências. Quanto aos estabelecimentos como restaurantes, bares e congêneres deverão encerrar o atendimento presencial às 18h, podendo o serviço de entrega em domicílio (delivery) funcionar até as 24h.

Ainda segundo o decreto, durante o espaço de tempo em que o toque de recolher estiver em vigor, no período das 20h30 às 5h, de 2 a 31 de março, a circulação dos meios de transporte metropolitanos deverá ser suspensa.

Conforme o novo texto do Artigo 16-B que foi reformulado por meio do decreto 7.478, fica proibida também a prática de quaisquer atividades esportivas coletivas amadoras do dia 2 a 8 de março. Ainda de acordo com o documento, o Artigo 16-D prevê a suspensão de eventos e atividades, em todo o município, independente do número de participantes. Os atos religiosos litúrgicos poderão ocorrer, respeitados os protocolos sanitários estabelecidos, especialmente o distanciamento social adequado e o uso da máscara, bem como, manter a capacidade máxima de lotação de 30% do espaço.

O acesso às praias permanece proibido e a entrada nas comunidades da orla será liberada apenas aos residentes, a fim de evitar a circulação de turistas e visitantes. Para tanto, haverá fiscalização conduzida pela Secretaria do Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (Sedur) e a Superintendência de Trânsito e Transporte Público (STT) de Camaçari, com apoio da Polícia Militar (PM), ação também assegurada por meio do atual decreto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here