Nesta terça-feira (3), em Lauro de Freitas, às 9h, o governador Rui Costa, acompanhado da prefeita Moema Gramacho, assina ordem de serviço para início das obras de macrodrenagem dos rios Ipitanga e Joanes. Os dois trabalhos incluem intervenções em nove canais de macrodrenagem, construção de seis reservatórios de amortecimento dotados de equipamentos urbanos e aumento da capacidade de escoamento do Rio Ipitanga. O valor total do investimento, entre projeto executivo e obras físicas, está orçado em R$ 168,75 milhões. O evento será realizado no canteiro de obras, atrás do Restaurante Popular.
A obra, já licitada, foi proposta na segunda gestão de Moema em Lauro de Freitas e será executada pela Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder). O projeto prevê a criação de seis Reservatórios de Amortecimento (RA) em locais estratégicos. Também chamados de bolsões ou piscinões, os RAs funcionam dando suporte a vazão das águas em tempos de chuvas intensas, ou seja, a estrutura acumulará temporariamente as águas pluviais com a função de amortecer a vazão de cheias e reduzir os riscos de inundações.

Estes locais servirão de espaço de lazer em tempos de estiagem. Dentre outros benefícios dos Reservatórios, estão a facilidade de limpeza – os sedimentos e o lixo carreados pela água das chuvas acabam concentrados em um único ponto – e a redução de custos de canalização da vazão das águas. Assim como acontece em outras cidades do país que utilizam o sistema RA, nas épocas onde há menos incidência de chuvas as estruturas servirão como área de lazer.

As intervenções também ocorrerão no trecho entre a segunda ponte da Estrada do Coco e foz do Rio Joanes que será desassoreado ampliando a seção do Rio Ipitanga. Macrodrenagens serão implantadas nos canais Caji, Jardim dos Pássaros, Santa Júlia, Jaraguá, Horto, Japonês, Lagoa dos Patos, Fazendão e Xangô Oxalá.

ASCOM Prefeitura de Lauro de Freitas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here